(18) 2102 - 1664

Fundação e início das atividades: A Natureza iniciou suas atividades em 03 de Agosto de 1987, atuando exclusivamente em serviços veterinários; eu Nilson de Alencar Buendia já estava com a Clínica praticamente montada, na casa da minha mãe, quando um amigo, veio ver se poderia entrar de sócio comigo, situação esta que achei bastante positiva, já que éramos amigos desde a infância. A clínica iniciou as atividades na Av. da Saudade, aproveitando duas salas, da casa da minha mãe, sendo que, eu trabalhava com grandes animais, fazendo clínica, cirurgia, reprodução e assistência a fazendas e outro sócio, começou atuando na clínica de pequenos animais.

Denominamos de Policlínica Veterinária Natureza, já que Natureza era meu apelido de faculdade (o qual é até os dias de hoje) e tínhamos a intenção de trabalhar tanto com grandes animais como com Pet (principalmente cães e gatos).

Os primeiros móveis, arquivo e alguma coisa mais, foram comprados para serem pagos em 5 vezes, pois eu não tinha mais dinheiro para comprá-los, já que minha mãe tinha até me ajudado, em uma pequena reforma, nas salas onde seria a clínica. Este investimento foi feito, acreditando que este seria o caminho para poder ganhar dinheiro.

Evolução da atividade veterinária:  Em menos de um ano, eu (Nilson de Alencar Buendia) já não conseguia atender todos os chamados e serviços da parte de grandes animais e neste momento, decidimos contratar uma veterinária, para atuar junto conosco, no atendimento pet, sendo que no final de 1988, mudamos de endereço e alugamos uma casa, para nos instalarmos melhor, na Rua Cristiano Olsen. Neste momento, passamos a trabalhar com mais dois veterinários, atuando na parte de grandes animais e já éramos a clínica com maior número de veterinários de Araçatuba. Ganhávamos dinheiro, apesar de a profissão não ser muito valorizada. Começamos a fazer registro de animais da Raça Marchigiana e também decidimos investir na raça, comprando uma novilha ¾ de sangue.

Mais um ano (em 1989) e mudamos novamente, para outra casa, maior e mais bem localizada, na Rua Cussy de Almeida Jr.. Como investíamos na profissão fazendo cursos e nos aparelhando, crescemos rapidamente. Nesta época, já fazíamos transferência de embriões, sendo que eu era o principal atuante, nesta atividade; era uma inovação, sendo que ninguém mais na região dominava esta técnica.

No início de 1990, houve o Plano Collor, onde o governo bloqueou o dinheiro de todos, deixando uma pequena quantidade, para circular. Neste momento, os pecuaristas ficaram sem dinheiro e diminuíram seus investimentos e fomos obrigados a enxugar o nosso quadro, diminuindo um veterinário de grandes animais. Foi um ano muito difícil e no meio de 1990, outro colega deixou de trabalhar conosco e voltamos a trabalhar em três veterinários. Nesta época, estávamos fazendo um pequeno investimento em gado de corte, através de troca de serviço por pasto para bezerros ou bezerras.

A aproximação da área comercial: Já perto do final de 1990, um amigo, de faculdade, que trabalhava em uma multinacional, a Cyanamid do Brasil Ltda., aqui na região de Araçatuba, veio me perguntar, se eu teria como acertar com alguma fazenda, para fazermos uma prova comparada de resultado de vermífugo, usando como parâmetro o ganho de peso, durante o período. Nós identificamos uma fazenda e realizamos o trabalho, comparando o produto que iria ser lançado, o Cydectin, com o Ivomec; este era o único endectocida do mercado até o momento.

Realizamos o trabalho e o Cydectin teve um resultado superior ao Ivomec. A partir daí, vi que estávamos tratando de um produto realmente diferenciado e comentei com este meu amigo, o Sr. Elcio Sanvido, que se tivesse uma vaga para trabalhar com o produto, que eu teria interesse.

Início da atuação na área comercial em conjunto com a área técnica: Em Março de 1991, ingressei na área comercial, como funcionário da Cyanamid Química do Brasil Ltda. Durante um tempo (aproximadamente 3 meses) eu não comentava, que estava trabalhando nesta área, pois sempre havia ouvido e até falado, que quem trabalhava nesta área comercial, não precisava estudar e que seria um desperdício ter feito faculdade de veterinária para se tornar um vendedor de produtos veterinários; com o passar do tempo, fui vendo que isso era uma grande besteira e falta de informação, pois a formação veterinária, me ajudava e muito, a superar os concorrentes, além de que a área comercial exige muito profissionalismo, estudo, conhecimento e dedicação. É uma área em que a concorrência é muito acirrada e, o sucesso de ontem não garante o sucesso de amanhã.

Trabalhei como funcionário, por três anos e durante este período, ainda trabalhava aos finais de semana, com reprodução, clínica e assistência, em fazendas.

Em 1992, a Cyanamid, fez uma alteração na forma de trabalhar e iria nomear Agentes de vendas, em determinadas áreas e fui promovido a Gerente de Área e nomeei o meu ex-sócio, como representante em Araçatuba, de quando data a abertura do CNPJ da Natureza.

Em 1993 me casei e, no final de 1993, pedi demissão, passei a ser sócio da Empresa comercial e passei também a atuar mais fortemente em reprodução e Julgamento de Bovinos em exposições agropecuárias. Neste período, o nosso trabalho voltou a ficar mais focado no serviço veterinário, quando comparado com a atividade comercial, já estávamos dentro da área comercial e, no início do ano, também havíamos mudado de endereço e aberto as portas para um pequeno varejo, também na Rua Cussy de Almeida Jr.. Momento este, que começamos a diversificar as empresas que trabalhávamos e iniciamos também o trabalho de representação com sêmen, onde tínhamos uma proximidade bastante grande, com o representante da Pecplan Bradesco, empresa esta que viemos a ser representante regional, mais à frente.

Neste período houve uma grande mudança no que se refere aos grandes laboratórios, pois houveram grandes aquisições e fusões e, com isso, a cada momento, víamos pessoas do mercado sendo dispensadas, pois o laboratório em que trabalhavam havia sido comprado por outro. A Natureza teve sorte, pois em meados de 1994, a Cyanamid foi comprada pela Fort Dodge, a qual não tinha operação no Brasil.. Com esta mudança, houve uma necessidade, de decidirmos se continuaríamos com um foco disperso ou se realmente abraçaríamos a área comercial.

Durante todo este tempo, trabalhamos muito, constantemente tínhamos estagiários curriculares (de 5 faculdades de Medicina Veterinária) e éramos muito respeitados tecnicamente, porém não estávamos ganhando dinheiro como no início; possivelmente por termos perdido o foco e não termos uma definição do que era o principal da empresa..

Ao final de 1995, decidi que praticamente pararia as atividades como veterinário e me dedicaria quase que exclusivamente ao comércio, sendo que o meu sócio à época, ainda continuaria com um trabalho misto; com esta decisão, passei a descongelar embriões que tinha congelado em vários clientes e em meados de 1996, praticamente já não tinha quase embriões congelados. É possível, que até hoje, haja algum embrião que congelei, em algum cliente, pois neste período, o cruzamento industrial perdeu força comercial e muitos pecuaristas desaceleraram os investimentos.

Evolução da atividade comercial: Até o meio do ano de 1995, a Natureza, trabalhava principalmente como representante de vendas, e muito pouco com a distribuição, sendo que a partir deste momento, o foco foi direcionado para a Distribuição de produtos veterinários. Trabalho este, que evoluiu de várias formas, como: aumento de equipe, aumento de empresas ligadas à Natureza e consequentemente, aumento de faturamento.

Neste momento, o faturamento era bastante pequeno, comparado ao de hoje. Tínhamos um volume de venda de algo em torno de R$ 30.000,00, mensal (atualizado) e era praticamente tudo em Cydectin, Ripercol L 150 F, Barrage Litro e de 20 ml, Pentabiótico e Potenay injetável e Potenay Oral.

Começamos a contratar equipe para vendas de vacinas pet, da Fort Dodge.

Poucos veterinários conheciam a Fort Dodge e tínhamos na verdade, apenas três produtos; uma vacina de Raiva, uma vacina de Parvo e Corona e uma V8. Nesta época o mercado pet, era deixado de lado, quando comparado ao mercado de grandes animais. Como ainda estávamos em um período de aquisições constantes, a Fort Dodge, comprou a Solvay, que era líder, no mercado europeu, em biológicos e neste momento houve uma consolidação de liderança da Fort Dodge em biológicos, a nível mundial.

Fomos evoluindo e aumentando a equipe de grandes também e neste momento já tínhamos a visão, de que precisaríamos ter representantes atuando direto no consumidor, pois este seria o caminho, para aumentar a demanda da linha.

Durante o ano de 1998, fizemos mais uma mudança de endereço, onde fomos para o prédio atual, à Rua Regente Feijó; neste momento o serviço veterinário estava sendo realizado apenas pelo outro sócio e por veterinários autônomos, os quais utilizavam nossa estrutura como ponto de apoio. Neste momento a venda de semem, que era coordenada principalmente pelo outro sócio, era uma das atividades comerciais que tinha expressão no nosso faturamento, através da ABS, que tinha comprado a Pecplan Bradesco e era a maior empresa no mundo, neste setor e também havíamos iniciado a representação em vendas de sal mineral;

O varejo já havia melhorado, porém ainda era tímido, sendo que esta atividade, nunca recebeu o foco que merecia e foi crescendo mais por relacionamento, que por dedicação de esforços.

Separação da sociedade e consolidação de atividade comercial:

Ao final de 1999, a área comercial estava indo muito bem; tínhamos as representações da Fort Dodge (grandes e Pet- produtos veterinários e vacinas), ABS (sêmen), de sal mineral para bovinos e algumas outras empresas no mercado pet, sendo dentre estas estava a Novartis, porém a mesma tinha um faturamento bastante pequeno. Neste momento, decidimos separar a sociedade, pois havia a necessidade de focarmos na área comercial e, o sócio queria continuar prestando serviços.

Em 01 de Maio de 2000, concretizamos a separação da sociedade, sendo que na divisão eu fiquei com a maior parte da área comercial e com a NATUREZA; neste momento, somente minha esposa era minha sócia; a empresa se dedicou à área comercial, ficando com a Representação da Fort Dodge (grades animais) e distribuição da Fort Dodge (pet) e algumas outras empresas do mercado pet; houve uma empresa de nutrição animal que dividimos a representação e a representação da ABS, que estava mais ligada a serviços ficou o outro sócio..

A partir deste momento o foco ficou na área comercial (Distribuições e Representações). O primeiro segmento que focamos, foi no pet, já que a equipe estava praticamente pronta e era um segmento em que a concorrência ainda era pequena. Neste segmento o nosso faturamento sempre cresceu mais que o mercado, sendo que houve um ano que crescemos acima de 30% em faturamento.. No que se refere ao mercado de grandes animais, a Fort Dodge, tinha crescido bastante durante vários anos e a competitividade também havia aumentado, o que acarretou uma diminuição de margens, dificultando a rentabilidade e consequentemente remuneração da equipe que atuava neste mercado..

Devido à separação da sociedade e termos ficado com o negócio de produtos veterinários e consequentemente com a loja, estoque e etc, assumimos um compromisso de acerto econômico, que nos deixou trabalhando no limiar de honrar os compromissos diários e a aquisição do negócio; não deixando margem de manobra, para investirmos no incremento da atividade, tanto no que se refere à equipe, como novas representadas ou coisas afins.

No início de 2002, compramos o prédio onde se encontra a Natureza, sendo que esta aquisição fez com que tivéssemos novamente, um longo período de muito controle econômico, já que ainda não tínhamos conseguido criar um caixa (devido a termos ficado até o final de 2001, efetuando pagamentos da compra de parte da sociedade). Esta compra, foi bastante importante para o negócio, pois a loja (varejo) já tinha um pouco mais de expressão e se não a fizéssemos, teríamos que mudar novamente de endereço e quanto à distribuição, também foi boa devido aos espaços disponíveis, tanto para estoque, como para escritório. Por outro lado, a mesma também nos dava a possibilidade de crescermos, pois tanto o prédio como a área como um todo está bem localizada e com a possibilidade de construirmos um grande barracão ou coisa parecida.

Quando terminamos de pagar o imóvel, já no final de 2003, é que realmente tivemos a possibilidade de começar a criar algum estoque regulador e investir mais em equipes.

Sempre tivemos a preferência, por contratarmos pessoas, que estivessem iniciando na atividade; isso fez com que pudéssemos ensinar nossos representantes a trabalhar conforme nossos ideais. Dentre os poucos representantes que saíram para ir para um novo desafio, temos muitos exemplos de sucesso, sendo que podemos enumerar alguns, como: o Prof. Dr. Ricardo Veludo Gomes de Soutello, que foi Diretor da Faculdade de Medicina Veterinária de Andradina e hoje é prof na UNESP de Dracena – SP; o Veterinário Mário Sérgio Passolo, que é Gerente Regional da Premix (empresa de Nutrição Animal), sendo que a região do mesmo tem o melhor resultado a nível Brasil; o Vet. Luiz Augusto Marino Priedols, que foi trabalhar como  Coordenador Técnico de Vendas da Fort Dodge e hoje é gerente em empresa de saúde animal; Leandro Repetti, que foi coordenador de território para o Estado de São Paulo, de uma empresa de nutrição animal (não citamos o nome, por terem nos passado para trás) e hoje é professor em Universidade.

Hoje a Natureza, trabalha com 32 funcionários registrados, atuando em todas as atividades que envolvem o processo de comercialização, desde o almoxarifado (estoque), onde temos o recebimento de mercadorias e também a expedição das mesmas, passando pelos setores de informática, financeiro, cobrança, televendas e faturamento; temos ainda um sistema de entrega próprio, que foi criado, para podermos baratear os custos de frete, onde temos 5 motoristas, que carregam e entregam mercadorias, todos os dias, na região onde trabalhamos. Este sistema de entrega foi idealizado, para que pudéssemos atender aos clientes com datas pré-marcadas e, após um período de investimento, conseguimos o compromisso de todos para que o processo funcionasse em sincronismo, tanto no que se refere à visitação da equipe de vendas como dos clientes em se organizarem com os estoques para receberem suas compras com datas pré-marcadas.

Quanto ao trabalho de externas, a Natureza é destaque em grande parte das empresas que trabalha, sendo que seguem dois exemplos dentro da maior empresa do mercado de Saúde Animal, no mundo:

– Zoetis Grandes (Pfizer + Fort Dodge) – linha de grandes animais – somos um dos principais representantes no que se refere à venda de Cydectin (endectocida), que é o produto número um em faturamento, da empresa.

– Zoetis pet (Pfizer + Fort Dodge) – linha pet – temos uma das melhores participações de mercado, na vacina V10 – Vanguard Plus, que é o produto principal desta linha; além de excelente desempenho em vendas de vários outros produtos da empresa.

As equipes de representantes são segmentadas conforme o ramo de atuação ou laboratório, sendo que atualmente, trabalhamos com 25 representantes (sendo 16 veterinários), divididos em 3 equipes, sendo duas atuando no mercado pet, em clínicas, pet shop e agropecuárias e outra no mercado de grandes, onde trabalha no  consumidor final.

CONCLUSÃO: A área comercial, proporcionou-nos, uma melhora considerável de faturamento, durante todos estes anos e também nos permitiu gerar empregos em quantidade inimaginável, quando comparamos com a atuação de um veterinário, no sistema tradicional, atuando com clínica, cirurgia, reprodução e assistência.

Nilson de Alencar Buendia – Natureza

Veterinário – formado pela Universidade Estadual de Londrina em 03/08/1985

CRMV SP – 4732 e CRMV MS – 0855

CORCESP n° J082232

Araçatuba, 22 de Março de 2016 (última atualização)